quinta-feira, 10 de julho de 2008

Sto. Antonio o santo casamenteiro ou seria sofredor?

Só se for no DEIC!

Pois bem, estou solteira e sozinha.
Porque envergar o bordão "Solteira sim, sozinha nunca" não faz a vez na minha vida.
Já estive desesperada, pois com a idade o peso da solteirisse é maior.
Parece que o mundo te cobra um companheiro, uma casa, comida e roupa lavada.
Hoje estou "tranquila".
Fico divagando por que isso é tão importante?
Vivemos em uma sociedade onde é raro ver um casal comemorar 25 anos de casados, onde mães jogam seus filhos em latas de lixo, pela janela, onde a polícia que seria nosso referencial de justiça, atira pra depois perguntar, o direito de expressão muitas vezes transforma-se em direito a opressão, os Direitos Humanos sempre estão do lado de quem fez algo errado, a prostituição infantil não é mais algo tão surreal, o padre pensa que voa (ok fui maldosa agora, mas não resisti), o petróleo é a moeda corrente (mesmo com as boas intenções do biocombustível) e de boas intenções o Senado está cheio!
E continuo pensando, será que vale a pena ter uma família pra fazer parte dessa mixórdia?
Até que ponto temos que corresponder as expectativas da sociedade?

Penso que se fosse Sto. Antonio, não casaria ninguém...
Não por todas as explanações acima, mas ele sofre!
As desesperadas de plantão, com medo de levar a mancha negra do "ficou para a titia" amarram o pobre coitado de ponta cabeça dentro de um armário escuro, afogam o santo, pegam o menino do colo dele e só devolvem depois de encontrado o "partidão" e por aí vai...

Se fosse ele, só de birra não casava ninguém!

4 comentários:

Chucky P.Ville disse...

Concordo com absolutamente tudo.

Tem gente feliz com seu parceiro, e isso hoje em dia é invejável - além de raro.

Então não se sinta mal. Aliás, antes sozinha do que mal-acompanhada.

Beijos pra você, e fique calma.
Alguém com o teu coração não merece terminar na solidão, jamais.

;* \o

CpCT disse...

EU SOU DEVOTA DA SANTA IGNORANCIA!!!

CpCT disse...

CARALHO ESCREVI ESSA PORRA ERRADO


EU SOU DEVOTO DA SANTA IGNORANCIA!!!

LindaRê disse...

Bom, veja bem.
Morrer sozinha é triste - por isso já combinei com um amigo de irmos morar no mesmo asilo - e a gente tem essa coisa no sangue que é crescer e multiplicar... Talvez seja por isso a necessidade de família.
Mas deixa de ser amarga e deixa eu por açucar na sua vida.
Acontece que eu sou de uma casa onde os casal comemorou como tota popa e circunstância (sem hipocrisia) os 25 anos de casado. Apesar do mundo de ponta cabeça, acredito que tudo um dia vá melhorar.
E se não formos nós, pessoas que classificamos como "gente decente", pra colocar crianças capazes de mudar tudo, quem será?


Beijos