domingo, 19 de dezembro de 2010

Ah...

o natal...

Tem época mais consumista??? Claro que não!!!
As pessoas compram desvairadamente, lotam as lojas do comércio popular e dos shoppings, que fazem suas promoções (e pra mocinhas) e tudo fica uma grande e fedida merda! Sim, porque não tem condições de andar nas ruas, o trânsito fica insuportável, o metrô lota e o shopping, nem vou comentar.
Para piorar, acho que existe um complô entre os idosos, sim porque eles acham de pegar metrô/ônibus/lotação bem cedinho!!! Com suas sacolonas e seus carrinhos de feira, cutucando a gente com vontade. E ai se olhar pra qualquer um deles com cara feia. Pronto, armou o fuzuê! Sem contar que eles não sentam nos bancos reservados. Das duas opções uma:

1- Se sentar no banco reservado vai ter hemorróida;
2- Se sentar no banco comum, guarda lugar "pras amiga".

Notem, não sou contra idosos andar no transporte público coletivo. Mesmo porque eles tem incentivo para isso. Mas me irrita, P.R.O.F.U.N.D.A.M.E.N.T.E, o fato de eles saírem tão cedo de casa. Poxa, a maioria já é aposentada. Por que, cargas d'água, eles saem tão cedo de casa???

Sugestão de natal:

"Queridos idosos do meu Brasil varonil, façam mais sexo! Assim vocês dormem mais, ficam mais felizes e não ajudam a lotar o metrô as 7hs da manhã." (é disso que eu tô falando minha geeeeeeente!!!!)


 
Voltando ao assunto da semana: Natal.

Outra coisa que é típica de Natal. Comer.

Gente, preciso contar uma coisa pra vocês:

 [momentodesabafo] Existe vida pós 25 de dezembro. Eu sei, a realidade é dura, mas você não precisa comer o mundo e palitar o dente com o galho da árvore de natal.[/momentodesabafo]

As pessoas passam o dia cozinhando, pra ter aquela mesa farta, e quando dá meia noite, quiçá chegar até lá, parece a praga do Egito, os gafanhotos vem e comem tudo desesperadamente.
Helloooooo, dia 31 tem mais honey.

Pra cada religião o Natal tem um significado. Não vou entrar em detalhes, mesmo porque não estou no clima de pesquisa. Mas para a comunidade cristã, na qual docemente estou inserida, é a comemoração do nascimento de Jesus. 
Incrível não!? 
Interessante que a maioria das famílias se esquecem disso e pensam somente nos presentes e na mesa farta.

Então, seja lá qual for sua religião, lembre-se que o Natal não é só presente, perú e manjar/pudim/panettone. É um momento de alegria, de estar com a família, de celebração e de felicidade. Não deixe que o consumismo tome conta de uma data tão cheia de significado e promessas de coisas boas.

Desejo a todos um feliz natal.

  

2 comentários:

Léia disse...

Eu AMO encher a pança no Natal!!!! Senão... não é Natal! hahaha

Walber disse...

Ah, até q eu gosto de natal... é a unica época em q as pessoas relamente parecem q ficam um pouco mais boazinhas... rsrsrs