quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

A beleza...

está nos olhos de quem vê.

Pois é. Eu ia escrever sobre meu cachorro essa semana (porque ele é lindo, fofo e me ama), mas eu comprei o segundo livro da série Percy Jackson e os Olímpianos (eu sei, estou atrasada) e o devorei avidamente (passei 6hs lendo e terminei ;]).

Enfim, o Grilo Falante deu uma buzinada em minha massa cefálica e aqui estou eu \o/

* Caso não tenha lido o 2º livro, não tenha um acesso de orangotango raivoso (eles jogam cocô nas pessoas... é um nojinho), vou contar o que tem no livro e pronto. Se não gosta de spoiller, não leia, unf! E tenho dito!

Nesse livro, Percy Jackson descobre que tem um meio irmão que nada mais é que um Ciclópe (monstrengão de 1 olho só). E rola mór babado por conta disso...

Mas parei pra pensar (acreditem ou não, isso ocorre com uma frequencia vertiginosa), quantos ciclópes já não passaram em minha vida? Seria eu um ciclópe?
Calma, respira. Eu não tenho um olho no meio da minha testa, dãh!
O que quero dizer é sobre ser feio.
Acredito na máxima que a beleza vem de dentro. Com essa frase você querido(a) leitor(a) pode ter os seguintes pensamentos:

1º- Filha da mulher que exerce suas funções trabalhistas na zona do baixo meretrício (continuo firme no propósito de não falar palavrões XD) ela contou mesmo o livrooooooooooo!!!!
2º- Ela é feia. Só pode, pra vir com essa histórinha...
3º- Vixeeeeee, será que ela tomou chá de cogumelo do sol para ter ideias brilhantes??? O.o

Chega de divagar...

Quantas vezes ao dia, julgamos as outras pessoas como feias? De quantas pessoas nos afastamos por achá-las assim ou até mesmo nos aproximamos para sobressair, porque achamos que somos mais bonitos?

A beleza está nos olhos de quem vê!

Quem determina o que é bonito ou não? De onde saem esses padrões de beleza? Quem somos nós afinal para definir o que é o não belo? (que filosófico =O)

Não sei dizer.

Nesse livro, Percy se sente envergonhado com o irmão. Mas Tyson tem um coração tão lindo, que não tem como não gostar do personagem.

Quantas vezes, pessoas que julgamos feias, de tão legais, acabam sendo bonitas?

Pois é! Prefiro um carinha feio, mas que tenha conteúdo, do que um deus grego, com um cérebro de trasgo. O mesmo serve para as moçoilas (meu namorado fala assim, acho o máximooooooo hehehe). De que adianta ser linda, corpo escultural e a cabeça ser um túnel de vento?
Pessoas que se preocupam demais com a beleza física, são demasiado superficiais e com certeza não tem nada de muito bom a oferecer.

Não estou fazendo uma campanha pró-feiura, só acredito que não somos nada melhor do que ninguém pra julgar quem é ou não bonito.

No fim, somos todos iguais, soltamos nossos flatos com odor de enxofre, acordamos com remelas nos olhos (uns com mais, outros com menos), com bafo e descabelados!!! E quer saber, é nessa hora que você deve se sentir lindão ou lindona, porque você é você, pura e simplesmente ;]

Até a próxima

4 comentários:

vannybraga disse...

Ameeeeeeeeeeeeeeei!!!!

(feia falando...kkkk)

Princess Thais disse...

Adorei seu post!
Com certeza ,do que adianta a pessoa ser linda se não sabe nada das coisas importantes?
Se a pessoa tem tempo para cuidar do cerebro e do corpo bom pra ela!
Mas a maioria não tem e infelizmente escolhe a segunda...
Prepare-se voce vai amar Percy Jackson!
Ah,e sobre seu post em meu blog,acontece o seguinte:na tecnologia eu tenho que aprovar seu comment antes(eu sempre a provo e respondo)e só então voce poderá ve-lo.
Clique no link "x comentários"
Nos posts que voce já comentou tem lá!
Beijos
Tha

Denise disse...

Adorei a expressão "túnel de vento". Fiquei tentando imaginar rsrs, que horror ahah!

"Boop" disse...

Adorei o post!!! As pessoas valorizam coisas banais. Me senti especial no dia em que acordei a primeira vez ao lado do meu namorado, toda descabelada, remelenta e com bafo e ele me disse que eu era a mulher mais linda do universo pra ele e que me amava...Depois disso o que mais posso desejar??