sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Hoje, só por hoje...

tentarei não falar palavrões!!!!

Estive pensando muito esses dias sobre o que escrever e após ler um post da minha amiga Vanny, resolvi escrever sobre cabelo ;]

Ah vá!? Não torça o nariz... leia até o final XD

Em 2009 eu fui ao meu 1º Anime Friends \o/ (sim gosto de anime e manga e mutchas otras cocitas), mas um dia antes fiz uma cagada, quer dizer, uma demasiada quantidade de excretas sólidos rico em bilirrubina, com o meu lindo cabelinho.
Eu estava com a franja grande, tipo, no meio da minha linda face.
Então pensei: "Vou cortar /o/"
E foi a pior decisão da minha vida.
Fiz uma chapinha na franja, pra deixar ela lisa, já que se cortar molhada ela encolhe quando seca e eu não queria correr riscos!
Peguei uma tesoura sem ponta (sabe aquelas que as professoras pedem para crianças do ensino fundamental? Então, essa mesmo), enrolei a franja como minha irmã ensinou e passei a tesoura.
Quando soltei, para meu espanto a franja estava toda picotada. Pensei: "Vou fazer denovo ;]". E fiz. Ficou mais curta e picotada. Bateu um leve desespero, mas ainda era remediável. Foi aí que fodeu, ops, fui acometida de um ato sexual selvagem!!!!! Eu peguei uma tesoura com ponta, sabe aquelas que as costureiras usam? Então, dessas mesmo. Tentei bravamente consertar o desastre daquilo (sim, porque a essa altura essa seria a melhor denominação possível) e foi aí que minha franja ficou parecendo um quiosque.
Depois disso veio o histerismo, a depressão e por fim a conformação.

Enfim, se tivesse pago para uma cabeleireira ter cortado a porra, ops, o líquido oriundo da ejaculação masculina da minha franja, eu teria gasto menos, já que tive que comprar um monte de presilhas e grampos, não seria motivo de chacota, já que não tenho mais 9 anos de idade, né!? E teria ido para o evento com o cabelo do jeito que eu queria.

Assim, quando quiser fazer algo nas suas madeixas, confie há um profissional. De preferência, um que tenha sido indicado por alguém confiável.
Deixe bem claro o que você deseja, porque depois não tem como colar os fiosinhos (ou fiozinhos que seja) de volta.

E finalmente, lembre-se, o cabelo é a moldura do nosso rosto e marca fases em nossa vida. Seja cuidadosa(o) com suas escolhas. Porque nossa vida é como o nosso cabelinho, se cortar errado, ele vai crescer, mas dependendo da maneira, pode nunca mais ser o mesmo.

Viu!? Consegui sem falar palavrões!!! Missão cumprida!!!

PS: Obrigado pelo carinho de todos.


3 comentários:

Renata disse...

Quase sem falar palavrões, né?
kkkk

Melissa's disse...

ushauhsauhsau

"uma demasiada quantidade de excretas sólidos rico em bilirrubina"

"fui acometida de um ato sexual selvagem"

"líquido oriundo da ejaculação masculina"

Eu já li esse post umas 7 vezes e ri em todas...srsrsr
É por isso que eu amo esse blog,você é muito criativa e nos faz ver a verdade através de situaçãoes interressantes e engraçadas!!!


Bjs
Mel

Thais disse...

KKK!
Adorei na parte do sem falar palavrões!
#rimuito!
Eu já fiz muito merda...ops uma demasiada quantidade de excretas sólidos rico em bilirrubina...com o meu cabelo e voce está certíssima.
é melhor tomar cuidado
Beijos
Tha
princesthais.bloggeiro.com