quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Assunto tabu!

Virgindade.



(Assunto tabu que rima com...)


Estava eu ontem, conversando com o macho alfa da relação, enquanto esperava a pizza que me deu uma baita dor de barriga (ela veio errada, reclamei, o bem foi lá trocar, acho que cuspiram nela) e não sei como chegamos ao cinto de castidade.



Sim queridos leitores, aquele apetrecho (ali em cima) super sexy que deixam todas se rasgando querendo um, que é garantia de papai e mamãe sem preocupações.
Pois bem, ele veio com uma que a filha dele (que supostamente pode ser minha também e que supostamente se chamará Iolanda Maria) usaria um até os dezoito anos e que deveria liberar o lado B para honrar o vestido branco do casamento, porque na opinião DELE era hipocrisia se pendurar no lustre e depois envergar o branco de boa moça.

Hipocrisia pra mim é saber que existem pais que dizem aos seu filhos que beijar engravida. Hipocrisia é saber que tem gente que ainda acredita que foi gerado no coração. Isso é hipocrisia. Hipocrisia é dizer que não tem dinheiro pra comprar camisinha, quando o posto de saúde fornece gratuimente. Hipocrisia é dizer que ama, só pra levar pra cama. Isso sim é hipocrisia!

Espero, do fundo dessa minha alma cheia de glitter e imaculada, que seja brincadeira (eu sei que é, mas as vezes duvido do bom senso dele)!
Eu fico deveras puta com esse negócio de tabu sobre essa tal virgindade.
É ridículo, num mundo tão globalizado, onde as informações estão a um clique de seus olhinhos ávidos, alguém pensar dessa maneira. E vou dizer que existe mesmo.
Quantas já não liberaram o que rima com tabu, só pra se manter virgem.
As revistas aguçam a curiosidade do galerê com aquelas manchetes batidas: "A primeira vez dói?".

(Dói bastante! Sua menina vai chorar feito uma mandragora!)

Pois bem, a virgindade não é a membrana que tem na vagina e sim se praticou algum ato sexual, seja ele oral, vaginal ou anal!
Vai por mim, essa membrana não faz de você uma boa ou má pessoa e sim seus atos.
Vou dizer que não contei pra minha mamis quando perdi minha virgindade, mesmo porque ela nunca me disse que não era mais virgem, porque motivo, razão ou circunstância deveria contar a ela.
Acho bacana quem conta tudo pra mamis, o que não é meu caso, e se rolar de acontecer é melhor contar do que a véia descobrir por outras pessoas. Abala a confiança.
Com certeza você vai deixar de ser a menininha do papai e em alguns casos vai ganhar alguns nomes nada nobres. Mas e daí? Isso passa.
Não vou dizer que nada muda, porque eu estaria mentindo, mas não há nada que não possa ser contornado.
Se você já não é mais virgem, se joga sem medo de ser feliz e sem culpa. Pendura no lustre, pula do ármario, com luz acesa, apagada, com dancinha! É tudo seu!
Se ainda é, proteja-se e se joga também! É tudo seu!

E como diz minha mamis: "A mulher só deixa de ser virgem depois que engravida, antes disso, ninguém pode provar!" ;]


Ps: Não sou mais virgem mamis! Agora o mundo sabe /o/
Ps2: Obrigado pelo carinho de todos!!! Vocês são os leitores mais incríveis do mundo!
Ps3: Querido, Iolanda Maria não dá! Sorry!


Um comentário:

Cátia Raposo disse...

Verdade Aline...tanta coisa séria acontecendo no mundo...o mundo á um clique e ainda tem gente q pensa assim...aff...nem tenho muito saco para pessoas assim sabe...acho q esse negócio de virgindade é coisa q os antigos botavam na cabeça das filhas,para ter um certo controle sobre elas...só isso! Ninguém é menos mulher,menos homem,menos ser humano por ser ou não virgem.

Adorei o post,super apoiada!
Valeu pela visitnha lá no blog viu? Adorei! e fico muito feliz q tenha gostado da make...em breve tuto dela!
bjão!